A Concessionária Mirante antecipou, este ano, a campanha anual “Doar sangue é salvar vidas”. O principal motivo da medida foi a queda alarmante no estoque do Banco de Sangue de Piracicaba devido ao avanço dos casos de Covid-19 no município. Vale lembrar que uma das premissas que norteia as ações do programa de Voluntariado da holding Aegea Saneamento é “Fazer o bem sem olhar a quem”.

Promovida pela área de Responsabilidade Social, a ação mobilizou a participação de colaboradores de todos os setores, desde o operacional ao administrativo que, durante uma semana, se uniram em prol da um bem comum: o de levar mais perspectiva de vida à sociedade, de forma geral.

Segundo a analista de Engenharia, Karolyne Pastori, doadora assídua e uma das primeiras voluntárias a se inscrever na edição deste ano, os benefícios da ação são maiores para quem doa. “Já faz alguns anos que comecei a doar por influência da minha mãe, que é doadora. Para nós que estamos saudáveis, essa é uma forma de levar mais perspectiva para àquele que necessita, e poder fazer parte disso me faz bem, pois penso que é um ato de amor que pode salvar a vida de alguém”, reforça Karolyne.

Atenta ao panorama da Covid-19, a área promoveu uma logística especial, respeitando os procedimentos de biossegurança, a fim de assegurar a saúde do colaborador e evitar a contaminação dos voluntários, bem como dos profissionais do Hemonúcleo envolvidos na operação. Para isso, os participantes foram separados em pequenos grupos, conduzidos ao local por meio de um transporte especial. Eles também receberam café da manhã e um kit lanche preparados exclusivamente para a ação. Além disso, os colaboradores foram equipados de máscaras, álcool gel e receberam orientações especificas quanto ao distanciamento social.

O assistente de Engenharia, Guilherme Cyrino, que participou pela primeira vez da campanha, avalia como positiva a experiência e elogia a ação.  “O principal motivo que me levou a participar foi o de ajudar as pessoas que necessitam, especialmente, nesta fase. A atividade foi legal e tenho o interesse em contribuir mais vezes”, relata Cyrino.

A corrente de solidariedade foi além da esfera corporativa e incentivou, também, familiares e amigos dos colaboradores a participarem da ação.

“Sou doador há tempos e sempre que tenho oportunidade, participo de ações como essa. Mas esse momento da pandemia foi o que mais me motivou a participar, pois acredito que temos que ajudar ao próximo, fazer o bem, sempre que necessário. Nesse ano, a minha atitude incentivou meus familiares a doarem também. É muito gratificante fazer parte de um movimento que pode atrair atenção de mais pessoas a serem solidárias, por isso, agradeço a empresa pela campanha”, diz Carlos Longatti, supervisor de ETE.

Reconhecimento interno e externo

Para agradecer o engajamento e a disponibilidade dos voluntários, a área de Responsabilidade Social presenteou todos os participantes com uma medalha, desenvolvida especialmente para a ocasião. “A medalha é um gesto simbólico para homenagear os que se sensibilizaram e se inscreveram para participar da campanha como voluntários”, explica a coordenadora de Responsabilidade Social, Maria Aparecida Draheim.

Além desse reconhecimento interno, a concessionária recebeu também, uma carta de agradecimento à mobilização dos doadores e à iniciativa da Mirante, capitaneada pela assistente social, Luciana Bueno, representante do Hemonúcleo. O documento expressa a gratidão e parabeniza a ação promovida pela empresa.

“Nós é que agradecemos a oportunidade de ajudar a comunidade, especialmente numa época tão difícil como essa, de pandemia. Doar sangue é um gesto tão simples, mas de tanta relevância para quem está precisando”, afirma o diretor presidente, Jacy Prado.

Share Button