Cuidar dos recursos hídricos é uma rotina para uma empresa como a Águas do Mirante, responsável pela coleta e tratamento de esgoto no município de Piracicaba, via Parceria Púbico Privada estabelecida com a Prefeitura Municipal, por meio do Semae. No mês, no qual o mundo inteiro se volta para a reflexão sobre a preservação dos rios, a concessionária intensifica o seu trabalho de educação ambiental.

Em comemoração ao Dia Mundial da Água, a concessionária realizou uma série de atividades com estudantes: roda de conversa ambiental, visita à estação de tratamento de esgoto, plantio de muda de árvore e uma oficina prática de como lavar as mãos sem desperdiçar água.

Na sexta-feira (23/03), estudantes, de 10 a 15 anos, da escola Dr. Prudente de Moraes, acompanhados da educadora Marly Elisama Cano e da diretora Christina Negro Silva, visitaram a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Bela Vista. Os alunos conheceram todas as etapas do tratamento de esgoto e acompanharam a realização de experimentos sobre a qualidade da água, realizados pelo biólogo Ivan Canale, no laboratório volante do Semae.

“Este projeto é importante para a vivência  das  nossas crianças e adolescentes. Eles tiveram durante essa atividade momentos de desenvolvimento e  muito aprendizado. Esperamos e acreditamos  em  nossas crianças, para que o futuro seja bem melhor. Que esta muda que foi plantada possa crescer e dar muitos frutos”, comenta a educadora.

No início do mês (09/03), com o objetivo de despertar nos alunos a percepção e o aprendizado em relação ao uso da água, a equipe de responsabilidade social da Águas do Mirante fez uma atividade na Associação Atlética Educando pelo Esporte.

Os 60 alunos foram divididos em grupos, participaram de rodas de conversa sobre o uso racional da água e de outras datas importantes também celebradas em março: início do outono (20/03) e dia mundial das florestas (21/03). O bate-papo foi uma sensibilização para as tarefas seguintes, que consistiram no plantio de mudas de árvores e higienização das mãos com uso racional da água, ou seja, os estudantes tinham que utilizar a água de forma inteligente, sem desperdício, para que não faltasse para lavar as mãos e para beber. As mudas plantadas passaram pelas etapas de quebra de dormência, plantio no canteiro e, depois passaram para os tubetes e foram levadas para plantio.

Share Button